Representatividade feminina diminui na Câmara de Vereadores de João Pessoa

Foto: Divulgação


© Paraibaonline

A representatividade feminina foi diminuída na Câmara Municipal de João Pessoa. Apenas a vereadora Eliza Virgínia (Progressistas – foto) obteve sucesso. Ela se diz conservadora e disso não abre mão, pois seus valores sociais são inegociáveis e foi com esse posicionamento referendado durante a campanha eleitoral que conseguiu se reeleger com 5.042 votos dos pessoenses.

Já as vereadoras Sandra Marrocos (PT), que obteve 3.481 votos, Helena Holanda (Progressistas), 2.348 votos e Raíssa Lacerda (Avante) com 3.926 votos ficaram como suplentes. Contudo, vale lembrar que o Parlamento Municipal teve uma renovação de quase 50%. Dos 27 integrantes que compõem a Câmara pessoense, dez novatos estarão tomando posse no Legislativo municipal a partir do dia 1º de janeiro.

São eles: Mikika Leitão (MDB), Odon Bezerra (Cidadania), Guga (PROS), Emano Santos (PV), que herdou a cadeira do pai, atual vereador João dos Santos, Marcos Bandeira (PMB), Toinho Pé de Aço (PMB), Marcílio do HBE (Patriotas), Tarcísio Jardim (Patriotas), Junior Leandro (PDT) e o militar coronel Sobreira (MDB).

Conseguiram a reeleição os vereadores: Tanilson Soares (Avante), com maior número de votos, João Corujinha (PP), atual presidente da CMJP, Milanez Neto (PV), Bispo José Luiz (Republicanos), Dinho (Avante), Bosquinho (PV), Zezinho do Botafogo (Cidadania), Chico do Sindicato (Avante), Durval Ferreira (PL), Damásio Franca Neto (Progressistas), Bruno Farias (Cidadania), Marcos Henrique (PT), Thiago Lucena (PRTB), Dr. Luís Flávio (PSDB) e Carlão (Patriotas).

Marmuthe Cavalcante (PSL), que não havia conseguido a reeleição nas eleições passadas, conseguiu voltar a ocupar uma cadeira no Legislativo da capital paraibana.

- Publicidade -